SEM SAL É MELHOR


É CULTURAL. O BRASILEIRO ADORA UMA COMIDA BEM SALGADA, COMO FEIJOADA E BACALHAU. O QUE NÃO APRENDEMOS AINDA É QUE EXCESSO DE SAL É PREJUDICIAL À SAUDE. ELE PROVOCA HIPERTENSÃO, PROBLEMAS RENAIS E CARDIOVASCULARES E ATÉ CÂNCER NO ESTÔMAGO. O SAL EXCESSIVO TAMBÉM GERA A PERDA DE CÁLCIO O QUE LEVA A OSTEOPOROSE. A BEM DA VERDADE, O SÓDIO CONTIDO NO SAL É IMPORTANTE PARA O ORGANISMO, MAS ELE DEVE APARECER NA SUA MESA NA DOSAGEM CERTA, DE 2,4 GRAMAS POR DIA ( 1 COLHER RASA DE CAFÉ ) USE ALGUMAS MEDIDAS PRÁTICAS PARA MUDAR SEUS HÁBITOS:
- NÃO DEIXE SALEIRO NA MESA PARA EVITAR O ACRÉSCIMO DE SAL À COMIDA JÁ PRONTA.
- EVITE ALIMENTOS COMO PICLES, AZEITONAS, SALAME, AMENDOIM SALGADO E ETC.
- RETIRE O MÁXIMO POSSÍVEL DO SAL DE ALIMENTOS COMO: BACALHAU E CARNE SECA.
- SUBSTITUA O SAL POR OUTROS CONDIMENTOS COMO SALSINHA, CEBOLA E MANJERICÃO.
FONTE: WWW.SAUDE.TERRA.COM.BR / WWW.DANONE.COM.BR